Apresentação

O Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP tem sua origem no ano de 1934, na antiga sub-secção de Geografia e História da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Naquele ano, o primeiro ensino universitário de Geografia foi inaugurado com a cátedra de Geografia, sob responsabilidade do Prof. Pierre Deffontaines, que veio especialmente da França para ocupá-la. Em 1935, a cátedra passou para a responsabilidade do Prof. Pierre Monbeig.

Em 1939, a cátedra Geografia foi desdobrada em duas: Geografia Humana e Geografia Física. A primeira foi ocupada pelo Prof. Pierre Monbeig até o ano de 1946, quando foi substituído pelo Prof. Ary França. A segunda ficou sob a responsabilidade do Prof. João Dias da Silveira. Em 1942, às duas existentes somou-se a cátedra de Geografia do Brasil, ocupada pelo Prof. Aroldo Edgar de Azevedo. No dia 4 de junho de 1946, foi criado o Departamento de Geografia no interior da então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Já em 1956, por força de lei federal, o curso de Geografia foi desmembrado do curso de História, passando ao Departamento a função principal de formação em Geografia. 

Em 1944 ocorreu a primeira defesa de doutorado no departamento. A partir de 1972 o Departamento conta com dois cursos de Pós-Graduação com mestrado e doutorado, um de Geografia Humana e outro de Geografia Física. No ano de 2009, conta com 51 professores (6 titulares, 5 associados e 40 doutores), 1289 alunos de graduação e 178 alunos de Pós-Graduação

O curso de graduação (Bacharelado e Licenciatura) visa: 

1 - Garantir ao aluno a possibilidade de uma formação adequada tanto às suas aspirações voltadas à pesquisa, quanto àquelas exigidas para sua formação profissional e demanda de mercado de trabalho. Para tanto, o currículo conta com um rol de disciplinas profissionalizantes e instrumentação em informática;
2 - Oferecer aos alunos um módulo fundamental que garanta aos mesmos a formação mínima necessária para quem pretende seguir tanto a carreira do magistério como a da pesquisa;
3 - Oferecer uma maior elasticidade na escolha de disciplinas optativas na orientação de sua profissionalização;
4 - Garantir o último ano do curso para que o aluno possa se dedicar às disciplinas metodológicas e elaborar sua pesquisa para a realização do TGI (Trabalho de Graduação Individual).


O curso de Pós-Graduação (Geografia Física e Geografia Humana), até 2009 diplomou um total de 712 mestres e 543 doutores. Possui as seguintes áreas temáticas de pesquisa:

Geografia Física:
Informação geográfica: tratamento, representação e análise;
Estudos interdisciplinares em Pedologia e Geomorfologia; 
Estudos teóricos e aplicados em Climatologia;
Paisagem e planejamento ambiental; 
Formas, materiais e processos na zona tropical úmida;
Paisagem e ambiente.

Geografia Humana:
Metodologia em Geografia; 
Geopolítica, Planejamento e Gestão do Território; 
Sociedade Urbana: Metrópole e Território; 
Espaço: Imagens e Representações Gráficas; 
Território, Economia e Desenvolvimento Regional;

O Ensino da Geografia no Brasil. O departamento conta com quatro revistas - GEOGRAFIA - Revista do Departamento; GEOUSP, Experimental e PAISAGENS - e com onze laboratórios de pesquisa: Cartografia e Geoprocessamento; Ensino e Material Didático; Climatologia e Biogeografia; Geografia Política e Planejamento Territorial e Ambiental; Geografia Agrária; Geografia Urbana; Geomorfologia; Pedologia e Sensoriamento Remoto e Aerofotogeografia; Laboratório de Estudos Regionais em Geografia e Laboratório de Geografia Política.